Pesquisar Pesquisar.org


+Acessadas Categoria

Mensagens de Reflexão

O medo de amar congela as pessoas III

Gif da mensagem


A sensação é a resposta mecânica do corpo a determinados estímulos. Trata-se de terminações nervosas, músculos e pele. É simples: no terreno das sensações, as coisas ou dão prazer ou causam dor. Elas também se limitam ao aqui e agora, como um simples toque que causa arrepio. Já os sentimentos têm história, envolvem tanto nossas memórias quanto nossas intenções. Um beijo, por exemplo, pode produzir uma sensação passageira ou se transformar em carícia. Nessa hora, vêm à tona todos os nossos desejos, nossos medos e nossas lembranças.
Aí precisamos de tempo para registrarmos o que sentimos, para digerirmos, para sabermos o que aquele beijo significou.
A verdade é que, quanto mais sentimos a nós mesmos, mais poderemos entrar na vida do outro. Entretanto, nada garante que ao decidirmos sentir, sentiremos o melhor. Apenas sentiremos mais. Mais desejo, mais esperança, mais medo, mais prazer... Descobrimos que nossos sentimentos descongelaram e começaram a fluir quando, um dia, começamos a sentir: vinte minutos de alegria, trinta de raiva, quarenta de indiferença, quinze de verdadeiro desespero; mas não só isso, talvez também duas horas de paz e amor.

Nessa altura dizemos: Eu me sinto, sinto você, sinto a nós . Sinto que amo. Ficamos, assim, capazes de nos voltarmos para o outro para conseguirmos sustentação e apoio. Aí vem a noção de juntar, unir, confiar, arriscar, começar.

Autor da mensagem: Desconhecido

Se souberes o autor da mensagem, favor enviar email para:
Contato do Alternativa de Vida

A equipe do www.pesquisar.org agradece.

Contribuíção: Denise Carreira

Envie a um amigo
Envie a um(a) amigo(a)
Contribua com sua mensagem  Contribua com sua mensagem

Não foi possível ler dados do banco de dados.
Favor tentar mais tarde ou avisar ao administrador


Warning: pg_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/pesquisar/www/cms/db.php on line 209
Luz, Vida e Amor
Autor:   Francisco Campos de Carvalho
Copyright © 2004-2018 - W W W . P E S Q U I S A R . ORG - Todos os direitos reservados.