Pesquisar Pesquisar.org


+Acessadas Categoria

Mensagens de Natal

Carta do Papai Noel

Gif da mensagem


Querido papai Noel, quantos anos já se passaram sem notícias. Faz
tempo mesmo. Eu nunca mais escrevi uma carta para você e desta forma
nunca obtive nenhuma resposta sua. Tenho andando falando com as
pessoas, e ela tem se queixado que você anda meio sumido. Que a cada
dia mais, muitas crianças ficam sem seus sonhos realizados.
Tento explicar que a culpa não é sua. Que na verdade não foi o senhor
que mudou e sim a humanidade e todos os seus conceitos de
fraternidade, caridade e amor ao seu semelhante.
No tempo, em que lhe escrevia todos os anos ou simplesmente falava com
você me minhas orações e pedia a realização do meu sonho de Natal, já
havia aqueles que não tinham seus sonhos realizados. Muitos até
desconheciam sua existência! Mesmo assim, papai Noel, penso que
naquela época tudo ainda tinha mais sentido, ainda existia o amor.
Os tempos foram passando, e a humanidade aumentando. Tudo se
modernizando e as essências se perdendo! Por falar em modernismo, você
ainda vem de trenó ou já comprou um jatinho para viajar em volta do
mundo entregando os seus presentes? Sei lá... Desculpe se ofendi... Mas
você também podia ter querido se modernizar né? Ainda bem que não.
Continua com renas e trenó como na minha infância!
Sabe, vou te contar um segredo: mesmo já tendo passado da idade, ainda
sonho com você nesta época do ano. Cada vez que decoro a casa, o
pinheiro, coloco as luzes, lembro de quão mágico era te esperar todos
os anos.
Sabe o que me deixa triste meu bom velhinho? É saber que com tantas
guerras, doenças, miséria e fome, muitos não vão ter a oportunidade de
te conhecer! Nem mesmo de saber o verdadeiro sentido de tua chegada. E
aqueles privilegiados, que podiam diminuir tanta dor e sofrimento,
além de não o fazerem, também são muito pobres de espírito. Não te
conhecerão jamais! Só tua imagem mostram as crianças, mas o sentido de
tua existência fica esquecido nos baús dos sótãos abandonados.
No que se refere a mim, jamais te esqueci. Sempre procurei e ainda
procuro dizer às crianças qual sua importância nessa época do ano.
Deixo claro que não são os presentes de Natal que importam na verdade
nessa época. Ela tem outro sentido. O nascimento de Jesus, que veio ao
mundo para salvar a todos nós. Como ele ganhou presentes na noite de
seu nascimento, todos os anos ao se comemorar o mesmo, trocam-se
presentes também. E que você, bom velhinho foi o escolhido para
distribuí-los pelo mundo. Mas que nem sempre você possui a condição de
dar a todos o que sonham e o que pedem. Você é somente um mensageiro e
não o dono das fábricas de brinquedos, de roupas, de sapatos e de uma
infinidade de outras coisas.
Não esqueço de dizer também, que se fosse o dono, não haveria criança
sem presente nessa data, pais sem emprego, famílias sem teto e sem
alimento. Você daria a todos o que precisassem na justa medida. Alguns
entendem, outros não. Mas sempre tento.
Tenho reparado, no passar dos anos, que teu sorriso está entristecido
e o brilho dos seus olhos se apaga cada vez mais. Isso também me
entristece, pois vou vendo que os sonhos infantis, que te enchiam de
alegria, hoje te ferem e choras por não poderes realizá-los.
Por isso, sentei aqui para te escrever esta carta. Queria que
soubesses que ainda povoas e povoarás os sonhos de muitas crianças.
Ainda será por muitos anos o brilho dos olhinhos infantis e seu mais
doce sorriso. Quero ainda dizer que eu jamais te esqueci e nem
esquecerei. Claro, não peço mais presentes como em outrora. Mas, de
quando em vez, peço-te algo. Só que me lembrei, que mesmo tendo me
trazido felicidade durante anos de minha vida, primeiro na minha
infância, pobre, mas realizada; e depois com meus sobrinhos que
ensinei a gostar e entender o seu significado, eu nunca te dei nada de
presente. Que coisa mais feia de minha parte! Então hoje decidi te dar
algo, como não sabia o que, te escrevi essa carta, e junto dela vai
todo o amor de uma criança, que hoje é um adulto, mas que nunca deixou
de te amar. Sonho meus sonhos, e sempre que os sonho, lembro de ti!
Sonhei muito contigo meu bom velhinho.Por hoje é só. Desejo-te muita
sorte e que este mundo possa melhorar, para seu sorriso retornar e
seus olhos brilharem novamente. Quanto a mim nada vou pedir, já sou
muito abençoada com a Vida que meu criador me deu. As dificuldades?
Isso todos temos. E acho que já ganhei meu presente de Natal
antecipadamente. Ganhei a fé no amor! E por isso, te agradeço
imensamente.
Um beijo meu bom velhinho... Espero te ver no Ano que vem novamente!

Autor da mensagem: Maria Lucilia Cardoso

Contribuíção: Denise Carreira

Envie a um amigo
Envie a um(a) amigo(a)
Contribua com sua mensagem  Contribua com sua mensagem

Não foi possível ler dados do banco de dados.
Favor tentar mais tarde ou avisar ao administrador


Warning: pg_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/pesquisar/www/cms/db.php on line 209
Luz, Vida e Amor
Autor:   Francisco Campos de Carvalho
Copyright © 2004-2018 - W W W . P E S Q U I S A R . ORG - Todos os direitos reservados.