Pesquisar Pesquisar.org


+Acessadas Categoria

Mensagens de Amor

Presente de Deus

Gif da mensagem


Em um certo dia, um Ancião chegou para um jovem e disse: “Você ganhou um presente, mas você tem que achá-lo, e não fique pensado como você conseguirá, pois o seu coração irá guiá-lo”, então o jovem ainda espantado, tentou entender o que o ancião falou para ele, mas a sua mente lhe dizia que começasse a procura. Até que ele tomou coragem e começou a viagem, só que ele não sabia o que, como, onde, e quando ia achar seu presente, mas ele sempre se lembrava das palavras do ancião que deixasse o seu coração guiá-lo.
Ele inicia sua jornada na sua própria cidade que apesar de ser pequena e ter quase certeza que seu presente não estaria lá, ele mesmo assim entusiasmado continuou, até que ele teve certeza que na sua cidade não estaria, mas no outro dia ele já estava viajando para a cidade mais próxima e também não obteve sucesso, e nem em várias cidades, até que restou um povoado um pouco distante, ele foi procurou e como sempre não achou nada. Depois de estar muito decepcionado, triste e chorando, o mesmo ancião lhe aparece para dizer que não desista e que o presente estava debaixo de seu nariz. Mas o jovem nem deu atenção direito para o ancião e voltou bem rápido para casa. Passaram várias dias, ele ainda estava muito triste com o que tinha acontecido e não tinha nem vontade de sair de casa. Até que o seu coração lhe responde, dizendo: “Sai da tua casa e comece a caminhar que você terá uma surpresa”. Ele muito assustado, mas sem pensar duas vezes saiu correndo e começou a caminhar pela sua cidade.
Estava de noite, o clima estava frio, as ruas por onde ele passara não tinham muita luminosidade e de repente alguém passa e lhe dar um sorriso, ele nunca tinha visto aquele sorriso na sua vida e muito menos reconheceu aquela pessoa e no mesmo momento ele sentiu no seu coração a resposta que ele tanto procurara e o presente que tentara achar, mas não conseguia. E depois do acontecido ele ficou sem ação e nem tentou segui-la. Após alguns segundos ele se repõem e volta para casa, e no mesmo momento ele que põe os seus pés em casa, inicia-se uma grande felicidade, onde ele pulava, gritava, a ria muito, até que o seu corpo cheio de felicidade adormece.
Antes do sol nascer ele já estava em pé para achar novamente o seu presente, que agora com a absoluta certeza ele podia dizer que a recebeu. Passa-se uma semana e nem algo ele encontra, mas com muita paciência e determinação, ele continua a sua procura, mas mesmo chegando a quase duas semanas ele não o esquece, até que se fizeram duas semanas e o seu coração lhe dizia que procure-a só de noite, ele aceitou, mas os segundos parecia minutos, minutos em horas, e horas em dias, e quando menos esperava alguém bate a porta, só que ele estava pronto para achar o seu presente e nada poderia atrapalhar, mas mesmo assim ele atende a porta, e uma jovem estava esperando bem pacientemente e responde: “Te mandaram entregar isso”, e no mesmo momento ela lhe dá um sorriso. A semelhante situação acontece novamente, ele fica sem ação, e enquanto ele estava estatelado e vai embora. Voltando ao normal o jovem reconhece que a jovem é a filha do ancião que lhe tinha mandado procurar o seu presente. E na mesma hora ele vai na casa do ancião para ter nas mãos o presente, ele sentiu no seu coração que tendo aquele presente nas mãos ele teria que cuidar ao máximo para que ela continuasse rindo, por isso que ele tentar fazer tudo em troca de um “simples” sorriso, que para ele é muito. A viveram Felizes para sempre!!!!!

Autor da mensagem: Rodrigo Luís

Contribuíção: Denise Carreira

Envie a um amigo
Envie a um(a) amigo(a)
Contribua com sua mensagem  Contribua com sua mensagem

Não foi possível ler dados do banco de dados.
Favor tentar mais tarde ou avisar ao administrador


Warning: pg_fetch_array() expects parameter 1 to be resource, boolean given in /home/pesquisar/www/cms/db.php on line 209
Luz, Vida e Amor
Autor:   Francisco Campos de Carvalho
Copyright © 2004-2018 - W W W . P E S Q U I S A R . ORG - Todos os direitos reservados.